O Co-Director da Academia Diego Rodríguez-Pinzón apresenta o Presidente da Associação de Ex-Participantes Juan Pablo Albán no almoço de premiação de 2006.

Bem-vindos à Associação de Participantes da Competição!

Esta página tem como objetivo estabelecer e manter um espaço para o contato entre todos os membros da Associação de Participantes da Competição de Julgamento Simulado do Sistema Interamericano de Direitos Humanos.

Nosso alvo é continuar desenvolvendo laços duradouros entre os participantes da Competição que se mantenham mesmo após a entrega de seus memoriais e a aapresentação de seus argumentos orais. Os ex-participantes da Competição têm terminado seus estudos profissionais e criado organizações sem fins lucrativos, incorporado-se a novos organismos e comissões estatuais de proteção dos direitos humanos e agora são encarregados das cátedras de direitos humanos, ensinando-o à futuras gerações da região.

Por meio desta página de Internet, lhe convidamos a manter-se em contato, à medida que o grupo de ex-participantes cresce. Pretendemos informar os ex-participantes e mantê-los em contato com participantes novos e antigos. 

Acompanhe-nos em nossos esforços de incentivar os estudantes de Direito a questionarem o status quo e utilizarem seus conhecimentos jurídicos para combater as violações de direitos humanos.

Inscreva-se

DIRETORIA!

Diretoria 2013-2014 da Competição de Julgamento Simulado do Sistema Interamericano de Direitos Humanos:

Presidente: Andrea Rodriguez Zavala

Andrea Rodriguez Zavala é uma advogada que se formou na Universidade de Monterrey (UDEM), em dezembro de 2012, com uma tese intitulada “O Crime de Desaparecimento Forçado de Pessoas  à Luz do Direito Internacional de Direitos Humanos. Proposta de Implementa ção no Sistema Federal e Estadual.”

Andrea participou como Membro de Equipe na Competição de Julgamento simulado do sistema Interamericano de Direitos Humanos organizada pela American University Washington College of Law, em sua décima quarta edição (2009) e como Observadorea e Co-orientadora da equipe que respresentou  a Universidade de Monterrey (UDEM) durante sua décima quinta edição (2010).

Em 2009, escreveu um Amicus Curiae com a Universidade de Monterrey (UDEM).  Desde abril de 2010, Andrea é membro da International Legal Honor Society Phi Phi Delta, onde atuou como vice-presidente em Chapter Santos-Theriot na Universidade de Monterrey em 2012.  Ela tem participado de várias simulações da ONU, simulações parlamentares e concursos de oratória estaduais, nacionais e internacionais.  Além disso, participou do modelo de simulação  da ONU, UNITESO 2010, na área do Tribunal Penal Internacional, organizada pelo Instituto Tecnológico de Estudos Superiores (ITESO), em Jalisco, México.

Andrea atua como juíza na Competição de Julgamento Simulado do Sistema Interamericano de Direitos Humanos, organizada pela American Unversity Washington College of Law, desde de 2011. Dedicou todo o seu tempo de universidade para a Competição, onde ocupou um lugar no Painel de Honra na rodada final na edição de 2013.  Além disso, foi selecionada para ser uma juíza na Competicao Ibero-american de Direitos Humanos “Francisco Suarez” , em 2012 e 2013.

Ela se encontra constantemente ativa em todas as questões relativas a pesquisa e litigio estratégico em Direitos Humanos, em colabora ção com a ONG “ Litiga Olé”, na Cidade do México, desde 2009. Alem disso, trabalhou com a Comissão de Direitos Humanos Estadual de Nuevo Leon, em 2011 e início de 2012.

Sua paixão por Direitos Humanos, especificamente na área de litígio estratégico, a permitiu aplicar e ser aceita para um um estágio no Centro pela Justiça e o Direito Internacional (CEJIL), em Washington DC, para o período de janeiro a abril de 2013.

Atualmente, Andrea é co-fundadora do escritório de advocacia Rodriguez Salinas Advogados em Montereey, Nuevo Leon, México.  Seu foco principal é a prestação de apoio jurídico por meio da plena implementação dos Direitos Humanos em assuntos particulares.


Primero Vice-President: Dr. Eduardo Brito

Doutor Eduardo Brito é um advogado com 24 anos de experiência profissional. Já trabalhou em ambientes públicos, privados e internacionais. Dr. Brito exerce sua profissão nas jurisidições brasileiras, equatorianas e americanas. Atualmente, está de licença pelo Serviço de Relações Exteriores do Equador e, recentemente, deixou a vice-presidência para assuntos jurídicos do Banco Mundial em Washington, DC, para se tornar sócio no escritório de advocacia Brito, Moran, O’Brien & Ponce.

Doutor Brito é formado pela Universidade de Direito de Harvard, pela Universidade de Brasília (UnB) e pela Universidade Católica do Equador.

Sua tese de doutorado "O Asilo Diplomático: um direito humano latino-americano" tem guiado o Ministro das Relações Exteriores do Equador com sua pratica humanitária tradicional de concessão de asilo a figuras politicas mundialmente conhecidas.

Como um especialista em direitos humanos, o Dr. Brito tem representado vítimas de direitos humanos em diferentes tribunais, inclusive, mas não somente, a Commissão Interamericana de Direitos Humanos, em Washington, DC e a Corte Interamericana de Direitos Humanos em Costa Rica.

Ele atuou várias vezes como juiz na Competição de Julgamento Simulado do Sistema Interamericano de Direitos Humanos da Washington College of Law.

Doutor Edurado Brito tem como idiomas nativos o espanhol e o Português, é fluente em inglês e possui conhecimentos de francês.

 

 

Segundo Vicepresident: Marcelo Alberto Lopez Alfonsin

Marcelo se formou em direito pela Faculdade de Direito e Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires, em 1986. Concluiu um mestrado em Ambiente Humano pela Faculdade de Direito da Universidade Nacional de Lomas de Zamora, em 2001, e um doutorado em Direito pela Universidade de Buenos Aires, em 2012. Ele é professor adjunto na Faculdade de Direito da Universidade de Buenos Aires e ministra cursos como " Regime Jurídico dos Recursos Naturais " e " Direitos Humanos e Garantias ". É, também, professor adjunto no Departmento de Ciências Sociais da Universidade Nacional de Lujan. Marcelo é professor de pós-graduação do Mestrado em Magistratura, do Mestrado em Direito Ambiental, do programa de Especialização em Recursos Naturais e o Meio Ambiente, bem como do programa de Especialização de Direito Constitucional da faculdade de Direito da Universidade de Buenos Aires. Ele é o co-diretor, na Faculdade de Direito da Universidade de Buenos Aires, do programa de Atualização em Defesa de Regras Anti-Trust, de Direitos do Consumidor e do Usuário .

Ele é o autor de mais de 90 publicações, como livros, contribuições em obras coletivas e artigos em doutrina sobre temas como direitos constitucionais , direitos humanos e dos direitos ambientais.

Ele é o ex-assessor da Assembléia Nacional Constituinte , em 1994. É também ex-assessor da Assembléia Constituinte da cidade de Buenos Aires (1996), da Assembléia Constituinte da Província de Neuquén (2005 /6) e da Assembléia Constituinte da Província de Entre Rios (2008).

Atualmente, Marcelo é o Assessor Técnico da Comissão para os Direitos e Garantias do honrável Senado.

Ele foi o presidente da Administração Nacional de Florestas em 2001.

 

 


Secretário: Dr. Andrés González Serrano

Andrés González Serrano é advogado colombiano . Formou-se magna cum laude pela Universidade Nueva Granada Military de Granada Militar Nueva. Especializou-se em metodologia de ensino para o Programa de Alunos da Unversidade. Concluiu um mestrado em Direito Administrativo nesta mesma instituicao e, hoje, esta cursando um mestrado em Protecao Internacional de Direitos Humanos na Universidade de Alcalá, na Espanha, onde cursa também um doutorado em Direitos Humanos.

Dr.Andrés publicou três de seus artigos na revista Prolegómenos Derechos y Valores de la Universidad Militar Nueva Granada. Ele também é o autor de um livro chamado "Agotamiento de Recursos Internos ¿Mecanismo de Defensa Estatal ante La Corte Interamericana?" e de dois capítulos diferentes em outros livros. Escreveu, ainda, vários artigos sobre Direitos Humanos.

Além disso, Dr. Andrés é o membro fundador da Rede de Escolas e Faculdades de Direito em prol de uma cultura de Direitos Humanos e Direito Humanitário, e da Rede Acadêmica em Direitos Humanos e Direito Internacional Humanitário e seus mecanismos de proteção.

Finalmente, leciona nos seguintes cursos: Sistema Interamericano de proteção dos Direitos Humanos, Teoria dos Direitos Humanos, Direitos Humanos e Direito Humanitário e Análise da jurisprudência da Corte Interamericana de Direitos Humanos.

 

 

 

Tesoureiro: Raúl Fernando Núñez Marín

Raúl Núñez Marín é advogado colombiano . Se formou com louvor em direito pela Universidade Pontifícia Javerian em Cali. Depois disso, concluiu uma especialização em Direito Comercial na Pontificia Universidad Javeriana , em Bogotá. Dr. Raúl recebeu um diploma da American University Washington College of Law , por sua participação no Programa Especial sobre Direitos Humanos e Direito Humanitário em 2011. No momento, ele está cursando um mestrado em Direito pela Universidade Sergio Arboleda , em Bogotá.

Atualmente, Dr. Raúl trabalha como consultor jurídico e vice-gerente na empresa Consultoría y Asesoría Empresarial LTDA. Além disso, é professor adjunto na Universidade Pontifícia Javerian em Cali , onde leciona cursos, como Arbitragem Internacional, Jurisprudência Internacional, Direitos Humanos e Direito Humanitário . Lecionou Direito Geral do Comércio em 2008 e, ainda, atua como tutor/Orientador para Competições Internacionais de Direitos Humanos desde 2009.

Finalmente, Dr. Raúl foi professor da especialização " Cultura de Paz e Programa de Direito Humanitário " onde ensinou o Sistema Interamericano de Direitos Humanos e ministrou o curso: O Arcabouço Legal da Organização no Programa de Alta Direção.

O novo Conselho de Administração gostaria de desejar boas-vindas aos novos membros da Associação de participantes e convidar todos os ex-participantes da Competição a se registrarem como membros.

Caso haja dúvidas ou sugestoes que possam contribuir para melhorar o trabalho da Associação de Participantes e a Competição em si, por favor, não hesite em contactar-nos no e-mail: participantassociation@gmail.com.

É possível, também, manter-se atualizado por meio da página da Associacao no facebook.

 

Juntas Diretivas Anteriores

Junta Diretiva 2011-2012

Presidente: Namiko Matzumoto
Primeiro Vice-President: Laura Alicia Camarillo
Segundo Vice-President: Mildred Lissette Hernandez
Secretário: Jose Lemus
Tesoureiro: Javier Galindo

Junta Diretiva 2010-2011

Presidente: Daniel Andrés Salamanca Pérez
Primeiro Vice-President: Ana Priscilla Ortíz Saborío
Segundo Vice-President: Chacel Colorado Piña
Secretário: Santiago Medina
Tesoureiro: Marianna Belalba

Junta Diretiva 2009-2010
Presidente: María José Veramendi Villa
Primeiro Vice-President: Juan Carlos Arjona Estévez
Segundo Vice-President: Jorge Calderón Gamboa
Secretário: David Cordero Heredia
Tesoureiro: María Daniela Rivero K

Junta Diretiva 2008-2009
Presidente: Ángela Ramírez
Primeiro Vice-President: Carlos Bernal
Segundo Vice-President: David Cordero
Secretário: Santiago Pérez Calderón
Tesoureiro: Karlos Castilla e Adolfo Sánchez Alegre*
*O periodo de 2008-2009 conta com dois tesoureiros, pois houve um empate entre dois candidatos e o Estatuto não estabelce o procedimento a ser adotado neste caso.

Junta Diretiva Fundadora 2006-2008
Presidente: Juan Pablo Albán
Vice-Presidente: Julio José Rojas
Secretário: Nelson Camilo Sánchez

 

PRÊMIOS

“Contribuições Extraordinárias para a Competição” Prêmio 2011: Adolfo Sanchez Alegre


Vencedores Anteriores do prêmio para “Contribuições Extraordinárias para a Competição”:


“Contribuições Extraordinárias para a Competição” Prêmio 2010: Namiko Mazumoto Benitez

Namiko Mazumoto Benitez é provavelmente uma das pessoas mais frequentes na competição desde 1998, quando representou a Universidad Veracruzana, onde leciona. Sra. Matzumoto é uma técnica em contabilidade formada pelo Centro de Estudio Tecnológicos número 13 em Xalapa, Veracruz, é formada em direito pela Universidad Veracruzana, possui um mestrado em Psicologia e Criminologia Jurídica pelo Instituto Universitario de Puebla e um doutorado por esta mesma instituição, no Campus de Xalapa. Sra. Matzumoto foi a Orientadora da Equipe de sua universidade em 2002 e 2003 e participa como juíza desde 2004. Atualmente, é chefe da Unidade de Comunicação do Tribunal Administrativo do Estado de Veracruz, pesquisadora em tempo integral na Direção Geral de Pesquisa da Universidad Veracruzana e leciona sobre o Sistema Interamericano de Direitos Humanos e Direitos Humanitários Internacionais na faculdade de direito, desta mesma universidade. Todos os participantes julgados por ela notam seu enorme conhecimento sobre os Sistemas Universal e Interamericano, assim como seu conhecimento em Direitos Humanitários Internacionais. Fora do tribunal, Namiko se tornou uma amiga querida dos participantes e orientadores, assim como dos juizes e diretores da Academia.

“Contribuições Extraordinárias para a Competição” Prêmio 2009: Dr. David S. Berry

Dr. David S. Berry é professor titular da Faculdade de Direito da Universdade do West Indies (UWI), Campus de Cave Hill em Barbados. Ensina o curso geral de Direito Público Internacional, cursos especializados em Direito de Integração do Caribe, Direito de Organizaçoes Internacionais e Julgamentos Simulados Internacionais. Dr. David atua na área de Direito Humanos Interamericanos, Direito de Comunidade do Caribe, Arbitagem de Investimento e Direito Marítimo.

Dr. Berry participa da Competição de Julgamento Simulado do Sistema Interamericano de Direitos Humanos desde 1999 (com exceção de dois anos, quando se encontrava no exterior). Ele participou de sua primeira competição como um observador, e foi convencido imediatamente a trazer equipes de estudandes. A Universidade de West Indies envia duas (2) equipes todos os anos, pois representa toda a região do Caribe. Atualmente, a Universidade serve a 16 diferentes países ou territórios nas Índias Ocidentais: Anguilla, Antigua e Barbuda, Bahamas, Barbados, Belize, Bermuda, Ilhas Virgens Britânicas, Ilhas Cayman, Dominica, Granada, Jamaica, Montserrat, St. Cristóvão/Nevis, St. Lucia, St. Vincent e Granadinas e a República de Trinidad e Tobago. A seleção para as equipes da UWI é altamente competitiva, com base em defesas orais e escritas, aberta para todos os estudandes de segundo e terceiro ano. Dependendo da composição das equipes, a tendência é de se formar uma equipe representando o Leste e outra o Oeste das regiões caribenhas. Embora os membros das equipes da UWI recebam treinamento básico durante a participação no curso de Julgamento Simulado Internacional, os estudantes se deparam com o desafio de aprender a jurisprudência Interamericana praticamente por conta própria, e sem o luxo de muitos textos em língua Inglês. Mas a participação dos estudantes da UWI na competição tem propagado o conhecimento de direitos Interamericanos e de direitos humanos de maneira geral no Caribe. Participantes de competições anteriores se entusiasmaram tanto com a jurisprudência Internamericana que, hoje, dedicam um parte substancial de sua prática legal a direitos humanos. Isto é tremendamente importante para o Commonwealth do Caribe, onde, embora haja uma jurisprudência forte em direitos constitucionais, não há uma grande consciência dos direitos humanos internacionais ou do sistema Interamericano de direitos humanos. Dr. Berry foi profundamente influenciado por sua experiência na competição. Os anos de atuação como orientador de equipes aumentaram sua consciência sobre a complexidade do direito Interamericano de direitos humanos e, ainda, deu-lhe o privilégio de poder dispor destes conhecimentos em litígios perante a Corte Interamericana de Direitos Humanos.

“Novato do Ano” Prêmio 2011: Pontificia Universidad Católica Argentina


“Novato do Ano” Prêmios Anteriores:


“Novato do Ano” Prêmio 2010: Universidad Icesi de Cali (Valle) Colombia
“Novato do Ano” Prêmio 2009: Universidade Federal do Rio de Janeiro
“Novato do Ano” Prêmio 2008: Universidad Católica de Colombia
“Novato do Ano” Prêmio 2007: Universidad Interamericana de Puerto Rico
“Novato do Ano” Prêmio 2006: Universidad de La Sabana (Colômbia)